sábado, 6 de fevereiro de 2010

'Desculpe, estou um pouco atrasado, mas espero que ainda dê tempo...

De dizer que andei errado e eu entendo...'

Sim, minha culpa. Minha grande e total culpa. Peço perdão por todo esse tempo sem att o blog, mas vocês sabem, estava bastante ocupada! hehe

Tantas coisas pra contar, e tão pouca memória pra ajudar. Mas vou tentar resumir o que foram as ultimas semanas pra mim. Começando pela minha viagem exotica à taíba, pequena cidade do ceará a mais ou menos 70 km de fortaleza. E, como dizem, uma foto vale mais que mil palavras, acho que não preciso escrever mais nada, ?

Uma praia deserta, uma canga do bob e um fone de ouvido. Foi incrível porque acho que foi no momento certo que eu precisava ficar sozinha, longe de tudo e de todos. O que também não é fácil, porque ficar sozinha exige com que você lide com seus próprios demónios e, god knows, o quanto eu gosto de evitar essa 'reflexão interior'. Mas foi, aconteceu, e posso dizer que me sinto melhor agora. É dolorido, sofrido e agoniante, mas o resultado vale a pena. Não digo que agora nada mais me abala e que sou de aço, porém é sempre bom descobrir, fortalecer e tentar melhorar quem você é. Mas, enfim, eu acho que o que aconteceu comigo lá só é relevante pra mim, então,sem mais delongas para não entedia-las, continuarei com as minhas aventuras de verão. rere!

E, aaah, são paulo... onde o céu é nublado, o ar poluído e o clima depressivamente fresquinho. Não é a toa que amo são paulo! Saindo de uma rotina totalmente light bob marley e ir pra uma hard rock café é meio que um choque, mas um choque que fez muito bem. Acordar cedo todo dia, tomar café, ir na livraria de 4 andares, ler um livro, ir pra galerias que tem ali perto, ver exposições tanto de artes plásticas quanto fotografias, visitar os shoppings, ir no cinema, ver lojas... andar, andar, andar e andar mais um pouquinho. E, obviamente, sozinha. Enquanto no ceará eu tinha receio de ficar sozinha, em são paulo eu era a melhor companhia que eu podia ter. E isso, minhas caras, te faz sentir muito bem.

Aí de lá, fui pra natybaia city passar os melhores dias de procrastinação do ano. Sim, porque eu não posso fugir de quem eu sou. Posso até gostar de baladas e saídas, mas o que eu amo mesmo é um bom dia de frio assistindo filmes, comendo azeitonas, nutella e a minha mais nova descoberta, tremoço(ou algo do tipo). Foram 2 maravilhosos dias, mas como tudo que é bom acaba, eu voltei pra minha vidinha pacata no interior do rio de janeiro, mais precisamente em pendotiba, e com o extresse usual que eu quase desacostumei a lidar.

E é isso, o calor ta foda, foi ótimo ter a companhia de raíssa e cia ontem aqui, e voltaremos agora com a nossa programação normal. Amo vocês!

ps.: Post, como sempre, grande demais. Sorry.

ps2.: mudei a foto do layout temporareamente até a gente achar/fazer/postar outra, porque essa do natal ja ta meio deprimente. hehehe. Sintam-se livres pra mudar tambem. Escolhi essa porque ela meio que tem a ver com distancia e talz... E achei super achei interessante! rere

3 comentários:

  1. são paulo é mara, até que chega um ponto em que tanta coisa boa misturado com tanta coisa não tão boa enchem o saco. enjoy while you can ;)
    ou talvez eu não seja o perfil de são paulo, who knows?

    gosto de ficar sozinha tbm... às vezes.
    eu me entendo, ninguém implica comigo e com as minhas manias, ninguém me julga... além de mim mesma. é mara |o|

    foi bom te ter aqui, pena que passou tããão rápido. volte sempre =)

    e raissa, venha me visitar!

    s2

    ResponderExcluir
  2. Ai gente, que saudade de vcs, do blog, da internet da viva, PALMAS PRA SOSIZ QUE ALÉM DE SE AVENTURAR PELAS AREIAS FORTALEZAS E ASFALTOS SAO PAULOS TAMBEM SALVOU MINHA VIDA E MEU PC DDDDDDD: *-----------------------*

    obg S, e N, se dependesse de mim, estaria aí hoje mesmo <3

    ResponderExcluir