domingo, 26 de julho de 2009

times like these we'll never forget..

Eer.. o post era meu e eu fiquei protelando e só estou postando agora. Antes tarde do que nunca, rere.

Amanhã vamos embora, S e eu, e embarcaremos as três de volta pra nossa rotina pacata e solitária, a 306 miles umas das outras...
Foram dias dignos, divos divinos, (N, rere) e tensos. Assumo aqui minha parcela de culpa e peço perdão por ser bem..eu. Vocês são tão divas que me aguentam e são minhas amigas mesmo assim, então, obrigada.

Eu particularmente não gosto de números ímpares. Eu acho meio feio, como sempre fica um sozinho, e como sempre dava merda quando eu aprendi a dividir.. Mas pra nós, 3 funciona. Três é só o que funciona na verdade..É uma combinação cabalística cósmica transcendental quântica supernatural (forfun -Q), que mesmo balangando em vibes estranhas, mantém o equílibrio, em três pontas distintas e mortalmente perigosas, -qq.

O que eu tô tentando dizer, é que a 306 miles ou um metro e meio de distância, mesmo vocês me desprezando e tal, amo vocês. E só poderíamos ser em três, porque qualquer outro combo numérico não funcionaria.
Estaremos sempre nuas, mas nunca sozinhas. Amo vocês, e obrigada por terem passado essa semana PARADISE comigo. (L)

-NUA?
-SOZINHA.
-NUA??
-SOZINHA.


PS: E se tivesse sido um saco, só N bebinha com as bochechas roxas e descendo ATÉ O CHÃO com o Bonde do Rolê já teria valido a pena.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Contos de atibas city



tipassim, dia 1 em atibas city e já alopramos tooooodoonn!

Aeroporto digno, nuvens dignas, filmes dignos... comissário de bordo não muito digno!

Depois café da manhã num bistrô-padaria super mara cult que alguns quase-famosos que passam em atibaia tomam café... Depois correria pela pracinha com direito a pular banco ir ao encontro da long lost friend e um abraço digno de cena de filme.

Vegetar um pouco, claro, porque sem vegetar, não é a gnt!

Mas todas essas emoções não se compararam à eu dirigindo o carro na descida e fazendo curva ao modo fast and furious... E estacionando o carro, e sair da vaga.... Tá, foram muitas emoções comigo dirigindo! hahahahaah

Mas fiquei de motorista total, parava em farmacia, lojinhas, sorveteria, parquinho e, retratado por mim agora, esquecemos de ir na chacara. E amanha vo ter q levar natyraaanha pra auto escola... Maaaas tudo beem! Amanha é dia de pique-nique. \o/

Enfim, enrrolei pa carai pra dizer que esse primeiro dia foi foda, e dias mais fodas nos esperam. E que ta sendo perfeito, e que amo todas e que quero mandar um beijo pra minha mãe, natalia, raíssa e especialmente pra xuxa!


Migs, brigada pelo que ta pra ser a melhor semana de aniversário que eu ja tive. Vocês são fodas!

=DDDD

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Cai a chuvaa

e molha o meu amoor !
Rebola, mexe, solta a franga que a chuva já molhou...

Mala devidamente feita (N tem razão roupa de frio ocupa muito espaço, vsf), cabelos quase que devidamente trançados, playlists devidamente atualizadas, despedidas oficialmente feitas, unhas do pé devidamente pintadas, estômago (in)devidamente cheio..Em 24 horas estaremos TODAS juntas !!
Gente, me perdoem a linguagem, mas não tem outro jeito de descrever, tô com muito fuego no kooh, rs, poderia evaporar toda essa chuva que tá caindo agora. Expectativa e ansiedade e alegria e fogo no rabo é azul-celeste com glitter, rs.

VL tá nervosa com medo da gripe suína, mas eu disse, Mamãe não se preocupe, eu não tenho planos de me envolver com nenhum estrangeiro contaminado relax, take it eaaasy. ISUADHSIAHSEIUH
Porque num mundo perfeito nós começaríamos em Atibaia e terminaríamos em Londres, pegando o George Craig, o Nic Hoult, o McFLY e o Rupert Grint, não necessáriamente nessa ordem, kk.

De qualquer forma, se der qualquer merda, saibam que eu morri feliz porque estava a caminho de ver a amada Natyrebs com a amadaSosilibibis, com direito a pirulitos 7bello e sketchbooks na mochila.

Tá, estou muito animada e desconcentrei e não consigo escrever.
Até mais, my dears, luv ya.


PS: Tálok que é a primeira vez na vida que eu vou andar de avião T-T.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

home sweet home

Depois de 9 dias longe de casa, preciso dizer que o sul é muito bom, tudo combina. As cidadezinhas do interior, onde meu pai parava pra comprar queijo, torresmo e cachaça, as Termas de Gravatal onde só tem roupa boa e barata, Tubarão na casa da minha tia, São José na casa da minha madrinha, Curitiba na casa da minha prima L, o apartamento maravilhoso da minha prima S, as praias de Floripa, Jurerê Internacional disgníssimo, a praia da Lagoinha, e até mesmo Mariscal, aquele fim de mundo maravilhoso, com a casa de praia mais linda que eu já vi na vida, e um argentino não muito bonito, mas que eu achei mara e QQ

Não, falando sério, minha madrinha é chique, grava comerciais alok. Nessa casa de praia em Mariscal, teve a gravação dos sapatos Bibi. Milhões de pessoas super dignas e exóticas andando de um lado pro outro, câmeras, maquiagem, praia, tudo combinava perfeitamente, quase que eu pedi pro dono da casa (o diretor do comercial) me adotar, rs.
Tudo foi digníssimo, minha tia B me paparicando, e perguntando se eu queria morar lá com ela foi a coisa mais linda do mundo, minha madrinha me dando altos conselhos, meu "tio" super engraçado contando umas histórias muito boas, "só bebi um litrinho e dois copinhos", rs.
Só faltou mesmo a bendita neve, sério, deve ter feito uns 2 graus negativos lá em São Joaquim, e tinha previsão de neve, e eu lá na janela do hotel só acompanhando o termômetro "3 graus, 2 graus, 1 grau, iiiih, 0, uhuuuul" mas nada da neve, já que a chuva levou ela embora, mas tudo bem, valeu à pena.

Estou esperando vocês aqui, R e S :)
(L)
Xx


ps: happy birthday Tom, e a gente vai comer seu bolo e NNN adoro aquelas musiquinhas de aniversário.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

é, o estrago tá feito


Quando eu paro e olho pra trás vejo que realmente não tinha jeito, eu só não conseguia enxergar naquele momento. Eu nasci pra exatas, eu sou exatas e era para eu não brigar com isso. Mas não, eu fiz questão de "pular",dormir, conversar e até cantar em todas as aulas possíveis de matemática e afins. E quando vinha aquelas de humanas eu era um absurdo de participativa (quando estava presente e não estava dormindo, que fique claro... hahaha). Ahhh, grande erro Soraya, grande erro.
Para entender direito esse post, eu tenho que voltar lá atrás, na quinta série. Sim, creio que foi lá que tudo começou. Professora "Mariazinha" era uma mulher amargurada com a vida, que não gostava de crianças, e coincidentemente minha professora de matemática. Como dizem que a primeira impressão é a que fica, eu culpo ela por todo o meu pavor, digamos assim, dos cálculos. Os dois anos com ela me traumatizaram. Mas aí na sétima série chegou o "João". Ahhh, grande homem aquele, quase conseguiu acabar com todo o meu pavor dos números. Quase. Se o colégio não o tivesse "dispensado de seus deveres" por seu método não muito ortodoxo de ensinar, eu com certeza teria sido uma pessoa diferente nos anos seguintes. Mas infelizmente só tive os seus grandes ensinamentos por 1 ano. E quase foi o suficiente. Mas no ano seguinte veio ela de novo, Mariazinha e todo o seu poder de fazer da sala de aula um lugar frio, medonho e depressivo. Seria ela uma dementadora? R. saberia. hahahaha
Em contra-partida, sempre tive os melhores professores em áreas como português, história, geografia e afins. As salas eram acaloradas, acolhedoras e animadas. Isso criou uma confusão em minha cabeça. "Eu adoro história, odeio matemática" Dizia eu aos 14 anos.
Ahhhhhhh, se eu talvez não tivesse essa cabeça tudo seria diferente. Eu realmente gostava de história, e gosto até hoje. Mas não entendia o espirito de exatas, não mesmo. No ano seguinte não conta, não gostava do colégio, das pessoas, e sim, confesso que matei mais aulas do que fui. Mas aí chega o 2º ano, colégio novo, e eu, logo EU, fiz amizade com 4 meninas super CDF's. Siim, isso talvez tenha sido um pouco da minha salvação. Eu dormia, elas me acordavam. Eu matava aula, elas me ligavam e me repreendiam, eu não prestava atenção e conversava, elas me olhavam de cara feia. hahahahaha
Então T., hoje uma amiga de longa data, na época queria fazer ciências contábeis. Nas aulas de matemática, quando tinha grupos e pequenos exercícios em dupla, ela sempre me chamava pra ser a dupla dela. E a gente realmente se entendia. O trabalho fluía, os números já não pareciam tão complicados e a vida era bela de novo. Para aí, nesse exato momento. Como tola eu fui. Se eu tivesse apenas percebido, que sim, eu tenho capacidade e aquilo era pra mim ao invés de me enganar achando que eu era da área de humanas, talvez tudo teria sido diferente. Mas o minha imensa vontade de pertencer ao outro grupo criou um tipo de preconceito à qualquer profissão que tivesse um minimo de calculo.
Sim, eu gosto de ler. Sim, eu gosto de arte. Sim, eu gosto de filmes, museus, lugares, filosofia, e coisas ligadas à isso. Mas isso NÃO quer dizer que eu tenha que ter uma profissão assim também. Realmente não quer. E ontem, como boa desistente de comunicação social que sou, fui na faculdade mais próxima e fiz minha matricula de SISTEMA DA INFORMAÇÃO. Pra completar aquele medinho e frio na barriga, o menino que fez a minha matricula disse mais ou menos isso: "aah, eu tinha vontade de fazer SI, mas é muito complicado. To com um pouco de medo. Acho que farei engenharia no lugar." QQQQQQQQQQQQQQQQQQQQQ
Por acaso SI é mais complicado que Engenharia????????????
Me apavorei.
Acho que ele percebeu, então completou: "Mas SI é muito bom, se consegue estagio muito bom e muito rápido. Meu irmão faz e ta fazendo estagio de 4 horas e ganha 500. E ele ta no 2 período. Conseguiu estagio no primeiro. AAAAAAAAAhhhh, o céu voltou a ser azul novamente e a nuvem que pairava sobre mim se foi, significando que sim, estou fazendo a escolha certa.
E quando tudo estava feito ele apenas deu um tchau, boa sorte e disse que eu dei um animo a mais pra ele fazer a faculdade, e que talvez a gente se encontre lá no primeiro dia de aula.

É amigo, talvez...
Só espero não ter o triste fim que meu amigo aí do desenho...

terça-feira, 14 de julho de 2009

R, jogue suas tranças !


Hoje é dia de trançar o cabelo. Uma vez por semana (nas férias frequentemente uma vez a cada duas, três semanas, rs) Rapunzel refaz suas tranças. E a cada mês esse processo se torna mais penoso, já que meu cabelo cresce numa velocidade quase demoníaca me forçando a perder cada vez mais tempo nessa de desmanchar e retrançar o cabelo. E tá, eu posso não trançar o cabelo, mas aí eu também sairia muito menos de casa, kk.

De qualquer forma, já que não fui abençoada com um cabelo bonito que nem N e S, tenho que me virar com o que posso. E devo admitir, que essas tranças facilitam a vida, não só porque eu fico o resto da semana sem pentear o cabelo, mas também quando não sabem meu nome, ou tentam me encontrar. Um simples 'aquela menina esquisita de trancinhas' me identifica.

Sim, estou vazia.

Sim, estou descabelada.

Sim, estou preocupada com o desaparecimento sulista de N, rs.

Sim, estou contando os dias (6).

Sim, foi um post de merda.
Sim, sim , sim, este amor é tão profundo, você é minha prometida eu vou gritar pra todo mundo!

Sim, acaba por aqui.
calças = (L)

domingo, 12 de julho de 2009

"Hello darkness, my old friend...


...I've come to talk with you again"


Não importa o quanto depressiva eu esteja, escutar Simon & Garfunkel sempre me deixa bem. As musicas não são alegres nem animadas, mas me traz uma paz que só eles conseguem. E pensar que eu conheci eles por causa de um dos meus filmes favoritos: "Quase famosos"(ahhh, não é atoa que eu amo esse filme. Consegue fazer com que uma historia aparentemente simples se torne incrivel, onde você se apaixona pelos personagens mais imperfeitos, que é baseado na vida do proprio diretor e por tras disso a trilha sonora mais foda que qualquer filme já teve).

Acho que suas musicas me 'lembram' de uma época da minha vida que eu ainda não vivi.[?]

Como isso é possivel? Não sei. hahahahaha

Dá aquela sensação de querer saber o que vem por aí. Tipo uma série de tv. Tô na quinta temporada, a temporada acabou e foi renovada por mais alguns anos(a audiencia é boa... hahahahaha), mas ainda não sabemos quem é jacob, ou então se georgina vai ou não aterrorizar Blair, ou talvez o Freddie e a Effie finalmente vão ficar juntos. Mas sabemos que algumas respostas serão respondidas à algum momento da proxima temporada e outras talvez só mais pra frente.

Tão me acompanhando? Acho que até eu to confusa. Talvez ao invés de usar série, poderia usar uma trilogia, tipo matrix. Ou então livros, tipo harry potter, eu ia ter 7 lançados ao todo.

Na verdade eu não sei mas do que to falando. Já fugi total do assunto! hauashiusahsaiuhsaiuhsaiusahuisahuai

Eu só sei que não vejo a hora de viver tudo que tenho pra viver, porque eu posso ter depressõezinhas momentaneas de madrugada sim, mas eu tonuma fase muito boa na minha vida e não tenho mesmo do que reclamar.

Amo vcs.

Volta logo Naty.

Raíssa, onde vc tá?


Ps.: Sobre a foto, eu botei no google image "sound of silence", que é o nome da musica que eu botei aqui do S&G e foram tantas imagens legais que apareceram que eu nao pude escolher só uma, aí selecionei as melhores. =D


"And the people bowed and prayed

To the neon god they made.

And the sign flashed out its warning,

In the words that it was forming.

And the sign said: 'The words of the prophets are written on the subway walls

And tenement halls.'

And whisper'd in the sounds of silence. "


Porque o barulho do silencio diz muito, migs. Diz muito, sem brinks! hahahaha

segunda-feira, 6 de julho de 2009

sem bad trip, nada me abala.


abra sua mente, faça sua mala.


Ai, eu sei que a lógica da música não é essa, mas amanhã tô indo viajar, haha.

O sul está me esperando de braços abertos, e tá me prometendo neve. Sim, ne-ve, e não, não tem previsão de neve pra nenhum desses dias, mas é melhor acreditar que vai nevar quando eu estiver lá do que esperar o dia que eu for pra Europa, se isso acontecer, e se ainda existir neve quando essa dia chegar, porque como vocês sabem, o aquecimento global não está de brinks não.


Enfim, amanhã de manhã sairei rumo ao sul, com meus fones de ouvido e meu gatorade de laranja, que espero que meu pai compre antes de sairmos, porque gatorade de laranja é vida.

Mas tem uma coisa triste a respeito disso, eu ficarei sei lá quanto tempo longe de vocês, e do Danny, e do Tom, e do Dougie, e do Harry, e do George, e do Jesse e do Mike Bailey, porque internet só em algum lugar que tenha internet sem fio, se eu der sorte. Shit!


Queria levar meu violão pra treinar, afinal eu só aprendi o acorde D, até agora. Tudo bem, isso é culpa da minha preguiça e cara de pau, porque eu só comecei a treinar ontem :D

Whatever...

Vejo vocês final do mês, sweethearts! (:

"Pobre de espírito aquele que não se aventurar, o comodismo é um mal parasitário
Juventude perdida é o caralho, eu tenho muito mais pra dizer" (8)


sábado, 4 de julho de 2009

road to ruin.

Hoje é dia da indepêndia dos USA, aniversário de trinta anos da minha prima Carol, quatro meses e um dia que a minha tia morreu.. e eu só consigo pensar em ir pro perigo.
Assim, eu sei que tem algo de errado comigo, mas será que isso faz de mim uma pessoa ainda pior do que eu já sou? Com tanta coisa acontecendo, tudo bem, esquece a indepedência dos USA, mas com tanta coisa acontecendo na minha casa, com a minha família, é normal querer sair daqui o mais rápido que minhas pernas anormalmente grandes permitam, e beber até não sentir essas mesmas pernas e dançar até que elas não me aguentem mais?

Sei lá. Hoje tá frio, e minha mãe tá fazendo torta de limão. Vou desenhar a pesquisa iconográfica pro projeto final de História da Arte, e depois trançar meu cabelo, e ouvir música até estar com um fogo no rabo tão grande que não me sentirei culpada por ser tão suja e querer ir pro perigo.

S e N, sejam boas meninas e rezem pela minha alma eterna, rs.
(L)

quinta-feira, 2 de julho de 2009

'If someone drops you on the floor...


...and you just don't know who did it.
Just flick your hair and try to kick
gather as many people as you can hit!'
Super digna essa musica.



Sim, eu sou desorganizada. Entrem em shok. Rosashok.





Ai, a fic de raíssa tambem ta muito digna. Só isso que eu digo.
Tá, não vai ser só isso que eu vou dizer u.u



GEEEEEEENTE, MINHA PAREDE TA 'FRUTAS SILVESTRES'. rs


Tá, ainda não ta pronta então ta feiona, mas vai ficar maaaaaaaaaara. Queria saber desenhar ou então fazer arte, porque aí eu fazia algo super legal nas outras, tipo respingo de tintas ou algo do tipo, mas como Deus me deu o dom de nada ao invés da arte eu só fico na vontade mesmo. U.U



Não sei porque, mas hoje eu to sem nada pra falar gente. Desculpe. huahuauhahuauhahu
Ultimamente to numa vibe muito pop rock. Ando escutando o muse e placebo de sempre, mas com uma dose um pouco maior de spice girls e lady gaga. Não sei o que isso quer dizer. Só sei que eu quero sair esse fim de semana, e acho que nem vai rolar. bee1


Mas tudo bem, a gente nao tem tudo o que quer. Eu tambem quero ser rica e glamurosa e não sou. Bom que não fico mal acostumada. POAKSPOASKSPOAkSAPOSKAPOSAKOPSA
Nossa isso soou tãããããããão 'sou-uma-garota-lesk-mimada-e-babacona'.


To com vergonha de mim mesma.


Mas é isso ae. Quero saber da esbornia mesmo e nao tenho vergonha de adimitir. hohohohohoho
Uma hora eu vou sossegar, sei que vou. aoksposakposakspoakosap


Enfim, acho que that's it, primeiro post indigno do blog tinha que ser escrito por quem?????
Soraya, claro. dãr.

A minha parede ta roxa, e to vendo que a tatuagem não vai sair. To com uma vontade estranhamente forte de beber. Minha imaginação e criatividade não tá boa. To viciada em strokes e kings of lion. Amo vcs.
:)

nothing interesting

Eu tenho um grande problema na hora de escrever, sempre penso em várias coisas, e tudo se encaixa perfeitamente na minha cabeça, mas na hora de botar no papel, é um desastre. Não é à toa que minhas redações nunca foram mais do que medianas, e postar num blog é o mesmo desafio. Bons pensamentos, admito, mas super complicados de expressar.
Por isso, tudo soa sempre tão fútil, vazio. Poderia escrever sobre o livro que eu estou lendo, sobre como 'extreme make over - reconstrução total' é um programa muito bom, e as histórias são sempre emocionantes, como aqueles filmes que assisti no último final de semana passavam tal mensagem e como eram realmente dignos de se assistir... mas não, nada disso, e muitas outras coisas, saem bem escritas.

Não adianta, this is me. Eu não tenho talento pra escrever, pra dançar, pra cantar, nem pra tocar qualquer instrumento, por mais que tenham me dito que eu tenho boas mãos pra tocar piano, e que minha madrinha diga que quando eu era pequenininha e ela cantava pra me fazer dormir, eu cantarolava junto com ela.

De qualquer forma, não estou postando pra reclamar sobre a minha vida... na verdade, eu nem sei qual é o sentido desse post.

Bom, queridas S e R, vocês são divas, vocês brilham, e são talentosas, não se preocupem.

ps: essa parada de postar todos os dias não funciona pra mim, bjs.