quarta-feira, 15 de junho de 2011

here comes the sun

Só porque tava vendo as fotos desse dia.
Só porque to nostalgica.
Só porque falta pouco pra raíssa voltar.
Só porque amo vocês.

sun, sun, sun, here we come

segunda-feira, 15 de março de 2010

É, faltou luz...


E o que se faz quando se falta luz?

1- Acende uma vela

2 - Liga o mp3 e bota na radio(não sei porque, mas sempre quando falta luz eu tenho uma necessidade inexplicável de escutar radio). Toque de amor é vida.
3- Escrever o post do blog somente com um fiozinho de luz longínquo da vela de cima da mesa(estou na cama).

4- Contar historias de terror, óbvio.

E , como a vela já esta acesa e o radio ligado, começarei a terceira/quarta parte agora. O assunto de hoje é como minguem mais sobrevive sem a modernidade. HAHAHA! Mais clichê que isso, impossível, eu sei. Mas é sério. A bateria do celular morreu, o telefone ficou mudo, cai o mundo la fora e to sem luz. Isolamento social por mais ou menos 5 horas até agora e eu já fiz de tudo um pouco. Fui pra piscina(sim , me arrisquei com os raios), comi, fiz exercícios de binários pra faculdade, comecei a ler uns 3 livros diferentes(e quase botei fogo no livro, no colchão e em mim), me deprimi e agora estou aqui tentando arranjar uma razão pro meu ser escrevendo no blog! xD


Pausa pra um pequeno asteristico: Ta tocando Robbie Williams - Advertising Space. Vou ali cortar os pulsos.


Sabe, nessas quase 6 horas de isolamento, eu acho q já passei por todas as fases clássicas de um termino de namoro, emocionalmente falando(o namorado seria e energia ou qualquer outro meio de contato com o mundo exterior):
1- A raiva, revolta e insatisfação. 'Não acredito que isso ta acontecendo comigo', 'eu não mereço'
2- A parte que eu finjo que não ligo. Entro na piscina como se não houvesse amanha e me engano achando q ta tudo bem e q to feliz.
3- A parte que a ficha realmente cai e a tristeza e depressão tomam conta de mim.

E por ultimo, porem não menos importante

4- onde eu decido aceitar o meu triste destino e tentar seguir em frente. E aqui estou, sozinha nesse quarto, escutando papas na lingua - eu sei (nota mental: mudar de estação).


Pausa pro asteristico de numero dois: Tem nada mais pérola que radio, mano. To feliz q eu tenha incluído de volta um pouquinho dessa tecnologia obsoleta para as nossas vidas! rs

Enfim, é isso. Ou não. A chuva voltou a apertar e eu acabei de fazer uma promessa pra são longuinho pra luz voltar. Não vou da somente 3 pulinhos, vou dar 30! Tomara q funfe! hehehehe
Aah, e desculpa nata e raissa por ta postando fora da minha vez, mas tava cansada de ver isso aqui as moscas. A ordem continua na mesma. Veja esse post como um bônus, sei la!

E só pra contrariar a crença popular desse blog, o post foi escrito naquela agenda que vocês chamaram de inútil. Tudo bem que o post não é la uma coisa muito útil, mas a agenda provavelmente impediu q eu cortasse os pulsos ou que fizesse a virginia woolf!
As paginas 2 à 7 de janeiro nunca mais serão as mesmas!


love you all! xxx


"this is the sound, of my soul"

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Não morri, o enterro não é amanhã as quatro.

Finalmente estou de volta do Hades da exclusão digital, da onde fui bravamente resgatada pela heroína S, que não é semi-deusa, mas saiu de casa pra resolver, rs.

R foi lá, e voltou outra vez, o que quer dizer que na realidade sequer saiu do lugar, logo, não tem novidades. Continua rachando a cara quando é altruísta, sendo egoísta quando não deve, preguiçosa o tempo inteiro, trançando o cabelo uma vez na semana, comendo por dois mesmo sendo só uma... a velha R de sempre, que vocês duas conhecem muito bem e contrariando todo o bom senso e os alarmes de 'FUJA!, CORRAM PRAS COLINAS NEGADA!' que seus cérebros provavelmente emitem todas as vezes que eu surjo, continuam sendo amigas (ótimas amigas, diga-se de passagem).

Estou com saudades, espero que minha mãe ganhe na Mega pra viajarmos juntas de novo.
É isso.

Beijo, me bipa.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

'Desculpe, estou um pouco atrasado, mas espero que ainda dê tempo...

De dizer que andei errado e eu entendo...'

Sim, minha culpa. Minha grande e total culpa. Peço perdão por todo esse tempo sem att o blog, mas vocês sabem, estava bastante ocupada! hehe

Tantas coisas pra contar, e tão pouca memória pra ajudar. Mas vou tentar resumir o que foram as ultimas semanas pra mim. Começando pela minha viagem exotica à taíba, pequena cidade do ceará a mais ou menos 70 km de fortaleza. E, como dizem, uma foto vale mais que mil palavras, acho que não preciso escrever mais nada, ?

Uma praia deserta, uma canga do bob e um fone de ouvido. Foi incrível porque acho que foi no momento certo que eu precisava ficar sozinha, longe de tudo e de todos. O que também não é fácil, porque ficar sozinha exige com que você lide com seus próprios demónios e, god knows, o quanto eu gosto de evitar essa 'reflexão interior'. Mas foi, aconteceu, e posso dizer que me sinto melhor agora. É dolorido, sofrido e agoniante, mas o resultado vale a pena. Não digo que agora nada mais me abala e que sou de aço, porém é sempre bom descobrir, fortalecer e tentar melhorar quem você é. Mas, enfim, eu acho que o que aconteceu comigo lá só é relevante pra mim, então,sem mais delongas para não entedia-las, continuarei com as minhas aventuras de verão. rere!

E, aaah, são paulo... onde o céu é nublado, o ar poluído e o clima depressivamente fresquinho. Não é a toa que amo são paulo! Saindo de uma rotina totalmente light bob marley e ir pra uma hard rock café é meio que um choque, mas um choque que fez muito bem. Acordar cedo todo dia, tomar café, ir na livraria de 4 andares, ler um livro, ir pra galerias que tem ali perto, ver exposições tanto de artes plásticas quanto fotografias, visitar os shoppings, ir no cinema, ver lojas... andar, andar, andar e andar mais um pouquinho. E, obviamente, sozinha. Enquanto no ceará eu tinha receio de ficar sozinha, em são paulo eu era a melhor companhia que eu podia ter. E isso, minhas caras, te faz sentir muito bem.

Aí de lá, fui pra natybaia city passar os melhores dias de procrastinação do ano. Sim, porque eu não posso fugir de quem eu sou. Posso até gostar de baladas e saídas, mas o que eu amo mesmo é um bom dia de frio assistindo filmes, comendo azeitonas, nutella e a minha mais nova descoberta, tremoço(ou algo do tipo). Foram 2 maravilhosos dias, mas como tudo que é bom acaba, eu voltei pra minha vidinha pacata no interior do rio de janeiro, mais precisamente em pendotiba, e com o extresse usual que eu quase desacostumei a lidar.

E é isso, o calor ta foda, foi ótimo ter a companhia de raíssa e cia ontem aqui, e voltaremos agora com a nossa programação normal. Amo vocês!

ps.: Post, como sempre, grande demais. Sorry.

ps2.: mudei a foto do layout temporareamente até a gente achar/fazer/postar outra, porque essa do natal ja ta meio deprimente. hehehe. Sintam-se livres pra mudar tambem. Escolhi essa porque ela meio que tem a ver com distancia e talz... E achei super achei interessante! rere

domingo, 17 de janeiro de 2010

routine

A única coisa que tenho feito ultimamente é acordar cedo pra ir trabalhar, e chegar em casa tarde, pra ir dormir e no dia seguinte acordar cedo de novo. Pois é.

Mês que vem começa as aulas, e minha grade tá um saco. Três dias na semana só vou ter aula até às 10 horas, o que significa que eu vou ter que ficar mofando em algum lugar até dar 15 horas. E tirando o fato de que vai ter gestão financeira e gestão de alimentos e bebibas e inglês, deve ser tudo legal. Assim espero, pelo menos.

Tinha pensando em várias coisas legais pra escrever, mas geralmente não consigo escrever bem as coisas que penso, então fiquem com esse post chato por hoje.

xx

sábado, 2 de janeiro de 2010

Another year over..


É isso aí, mais um ano que surge, nos atropela, vem que vem,
intensamente, invariavelmente, (im)possivelmente, categoricamente, descontroladamente, semente, segue em frente, em frente, sempre em frente.

Quando você tem o coração puro e é boa, lindas coisas acontecem.

Feliz Ano Novo, minhas amigas lindas. Amo vocês.

sábado, 19 de dezembro de 2009

Hello world come and see

life SHOULD be fun for everyone



Hola muchachas,
sinto ter que dizer isso, mas não tenho nada interessante pra postar. Vejam bem, minha vida está do mesmo jeito de sempre, e o resultado disso vai ser um post tão preguiçoso quanto.
No máximo eu posso dizer que estou lendo mais livros do que o normal... pra mim. Tenho dormido menos que o normal... pra qualquer um. Tenho comido mais do que o normal... pra qualquer pessoa que entenda que comer engorda. E tenho estado entre a alegria e a tristeza... como sempre.

Nesse exato momento estou procurando fotos de globos de neve, e de flocos de neve. Não sei... acho que tenho uma paixão estranha por neve, mesmo que nunca tenha visto de verdade.

Sabem, gostei da ideia da tatuagem do coelhinho da where's fluffy. Preciso pensar num lugar pra fazer... e vocês precisam vir pra cá, contando como a próxima viagem, já que daqui eu não posso sair.

É isso, como eu disse, nada de interessante pra postar.

Vou alugar uns filmes mais tarde, talvez uns desenhos da disney, os clássicos, claro.
Se vocês nunca assistiram "Down to You", o que eu acho praticamente impossível, já que eu
assisti pelo menos umas quinhentas vezes, assistam.

Pois é, esse final de semana merece "o mar de monstros" e filmes. Nada mais.



xoxo


ps: post mais random ever + 6 dias *.*